A cultura e o patrimônio em Portugal têm características únicas. São o retrato de séculos de troca com outras nações, proporcionadas graças à forte tradição comercial do país e da personalidade desbravadora do seu povo. Estar em Portugal é fazer uma viagem por uma história de conquistas e miscigenações. Dos árabes aos chineses, os portugueses aprenderam com o resto do mundo, assimilaram tradições e formaram um complexo mix que cativa o planeta.

A UNESCO, órgão ligado às Nações Unidas, reconhece a beleza deste patrimônio. Portugal já possui 17 lugares classificados como Patrimônio Mundial da Humanidade. Na lista constam centros históricos, sítios arqueológicos, paisagens culturais e parques naturais. Com tantos cenários bonitos para conhecer, elegemos os 7 mais incríveis lugares classificados pela Unesco que você não pode deixar de visitar.

1. Centro Histórico do Porto

O centro histórico Porto foi distinguido pela UNESCO, em 1996. A área classificada como Património Cultural da Humanidade abrange o Centro Histórico da Invicta, incluindo o casario medieval que se vê na colina descendo da Sé até à Ribeira, e também a Ponte Luís I e o Mosteiro da Serra do Pilar, do outro lado do rio Douro. Vale a pena se perder pelas ruas estreitas e pelas escadarias escondidas, admirando as varandas de ferro e as fachadas com azulejos coloridos. O muro dos bacalhoeiros guarda memórias da muralha do século XIV, que protegia a cidade. Era nesta zona que, no passado, encontravam-se sediados os negociantes de bacalhau. Hoje, é um dos cenários mais concorridos para tirar belas fotos. Não deixe de apreciar a Torre dos Clérigos, as igrejas barrocas, entre outros pontos emblemáticos.

Top 7 do patrimonio portugues

Centro Histórico do Porto visto de Gaia

2. Centro Histórico de Guimarães

Foi aqui que nasceu Portugal, no século XII. Por isso, Guimarães tem um alto valor simbólico para a identidade portuguesa. A cidade está muito bem preservada e reflete bem a evolução da arquitetura civil desde a Idade Média até ao séc. XIX. Seu castelo, do séc. X, é um dos lugares mais visitados pelos turistas e também foi eleito, em 2007, como uma das Sete Maravilhas de Portugal. Com ares de contos de fadas, com direito a muralhas e torres fortificadas, teria sido neste castelo que Dom Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal, teria nascido. A poucos passos de distância fica o belo edifício do Paço dos Duques, com suas curiosas chaminés em forma de cilindros, onde hoje funciona um museu. No Largo da Oliveira, coração do centro histórico, brilham a Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, do século X, e o Padrão do Salado, bem em frente, construído para comemorar a vitória na batalha de mesmo nome, ocorrida no século XIV.

Top 7 do patrimônio português

Paços do Conselho, em Guimaraes

3. Paisagem Cultural do Alto Douro Vinhateiro

Localizado no nordeste de Portugal, a uma distância de cerca de 100km do Porto, estão as vinhas que produzem o famoso Vinho do Porto. É a mais antiga região vinícola demarcada do mundo. Uma das maneiras mais agradáveis de apreciar este cenário é a bordo de um barco Rabelo, antiga embarcação que transportava as barricas de Vinho do Porto. A região está repleta de pousadas de charme, resorts e spas de luxo, num cenário de tranquilidade e romance. Destaque para o Six Sense Douro Valey, com diárias a partir de 700€, que oferece vista panorâmica do vale do Douro, suítes com janelas do chão ao teto, jardins secretos, piscina interior aquecida e até uma biblioteca de vinhos com degustações diárias.

Top 7 de patrimonio portugues

Vale do Douro

4. Mosteiro de Alcobaça

Trata-se de uma das primeiras fundações monásticas cistercienses em território português e do primeiro ensaio de arquitetura gótica em Portugal. Localizada entre Lisboa e Coimbra, esta obra foi instalada distante das cidades, para garantir o isolamento dos monges cistercienses. Está inscrito na lista do Património Mundial da UNESCO desde 1989. Fundada no séc. XII, por doação do primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques. As dependências medievais ainda conservadas fazem do Mosteiro de Alcobaça um conjunto único no mundo, a que acrescem as edificações posteriores, dos séculos XVI a XVIII, como importante testemunho da evolução da arquitetura portuguesa. A Igreja do Mosteiro de Alcobaça é imensa, tem 106 metros de comprimento e 22 de altura. A verticalidade era uma das características do estilo gótico, pois aumentava a sensação de proximidade com Deus. No entanto, o que mais chama a atenção do visitante neste mosteiro é, sem dúvida, os túmulos do rei Pedro I e sua amada, Inês de Castro, obras-primas da escultura Gótica portuguesa. Vale a pena fazer uma visita guiada para saber mais sobre as características arquitetônicas do espaço e também sobre a trágica história de amor de Pedro e Inês.

Top 7 de patrimonio portugues

Mosteiro de Alcobaça

5. Mosteiro dos Jerónimos

Uma das 7 Maravilhas de Portugal, esta jóia do estilo manuelino está localizada numa das zonas mais qualificadas de Lisboa, junto ao rio Tejo, de onde partiram grandes expedições marítimas. Foi construído de acordo com o desejo do rei D. Manuel I de eternizar o seu governo, perpetuando as glórias alcançadas durante a Era das Descobertas. Foi ocupado pelos monges da Ordem de São Jerónimo que deveriam, entre outras funções, rezar pela alma do rei e prestar assistência espiritual aos navegadores portugueses que partiram dali à procura de novos mundos. Trata-se de um dos mais belos exemplares da arte manuelina, expressão artística genuinamente portuguesa, que faz uma interpretação muito específica do gótico, com uma profusão de detalhes de ornamentação ligadas ao mar, à navegação, e ao reinado de D. Manuel. O Mosteiro também abriga os belos túmulos do navegador Vasco da Gama e do poeta Luís de Camões.

Top 7 de patrimonio portugues

Mosteiro dos Jerónimos

6. Mosteiro da Batalha

Localizado em Leiria, na área central de Portugal, foi erguido por vontade de D. João I, como agradecimento pela vitória dos Portugueses sobre os Espanhóis na Batalha de Aljubarrota no ano de 1385. O Mosteiro de Santa Maria da Vitória (ou da Batalha) nasceu perto do local onde se travou o decisivo combate. Suas obras prolongaram-se por mais de 150 anos, através de diferentes fases de construção. Por conta disto, reúne ddiversas propostas artísticas: o gótico (predominante) manuelino e até um breve apontamento renascentista. É considerado um dos mais belos conjuntos monacais da Europa do fim da Idade Média.

Top 7 do patrimônio português

Mosteiro da Batalha

7. Paisagem Cultural de Sintra

Durante a antiguidade Sintra foi conhecida por “Serra da Lua”, e muitos eram os cultos e rituais que aí se realizavam. Essa foi, inclusive, uma das razões que teria levado a rainha do pop, Madonna, praticante do Cabala, a pagar 7 milhões de euros em um antigo palácio na região. A Paisagem Cultural de Sintra foi classificada pela Unesco em 1995, graças à harmoniosa ligação entre a natureza e a ação do homem que se verifica no local. Em meio à uma exuberante vegetação está o Palácio da Pena, um dos maiores exemplos do revivalismo romântico do séc. XIX em Portugal. O Rei Fernando II soube transformar as ruínas de um mosteiro em castelo repleto de elementos góticos, egípcios, islâmicos e renascentistas. E não apenas este: outras residências de prestígio foram construídas segundo o mesmo modelo na serra e fizeram deste local um exemplo único de parques e jardins que influenciou diversas paisagens na Europa. A especificidade patrimonial de Sintra afirma-se sobretudo na sua paisagem, inundada de quintas, palacetes, igrejas, parques, jardins, fontes e espaços bucólicos.

Top 7 do patrimônio português

Foto: http://paisagemcultural.sintra.pt/